Resenha | Mosquitolândia

Livro Mosquitolândia de David Arnold






















 Finalmente consegui fazer a resenha de Mosquitolândia, um ótimo livro que li há algum tempo atrás. Eu confesso que foi um pouco difícil entrar na história porque eu tinha recém lido A Mais Pura Verdade que também trata sobre um jovem/criança em uma viagem e queria algo diferente. Mas assim que adentrei mais na história percebi que os dois livros eram bem diferentes e pude então aproveitar melhor a jornada de Mim.

Sinopse: “Meu nome é Mary Iris Malone, e eu não estou nada bem.” Após o inesperado divórcio dos pais, Mim Malone é arrastada de sua casa em Ohio para o árido Mississippi, onde passa a morar com o pai e a madrasta e a ser medicada contra a própria vontade. Porém, antes mesmo de a poeira da mudança baixar, ela descobre que a mãe está doente. Mim foge de sua nova vida e embarca em um ônibus com destino a seu verdadeiro lugar, o lar de sua mãe, e acaba encontrando alguns companheiros de viagem muito interessantes pelo caminho. Quando a jornada de mais de mil quilômetros toma rumos inesperados, ela precisa confrontar os próprios demônios e redefinir seus conceitos de amor, lealdade e sanidade. Com uma narrativa caleidoscópica e inesquecível, Mosquitolândia é uma odisseia contemporânea, uma história sobre as dificuldades do dia a dia e o que fazemos para enfrentá-las. 

  ''Você já teve a sensação de ter perdido algo importante, só para descobrir que a coisa nunca existiu para começo de conversa?'' (pág. 265)

Mary Iris Malone - mais conhecida como Mim - é uma garota que não está nada bem. Seus pais se divorciaram, ela mudou de cidade e sua mãe tem estado distante nas últimas semanas. Um dia, quando é chamada à diretoria de sua escola Mim escuta por acidente a conversa entre seu pai, sua madrasta e o diretor. É então que descobre que sua mãe está muito doente. Com uma mochila nas costas e um diário na mão Mim foge ao encontro da mãe, numa viagem que lhe trará além de autoconhecimento os melhores amigos pelos quais podia pedir.

Leia também: Resenha | Lola e o Garoto da Casa ao Lado

Ínicio de capítulo do livro Mosquitolândia


  Nós temos algumas divisões dentro do livro. A história em si começar a ter divisões a partir do momento em que Mim decide ir visitar sua mãe. A partir daí começa a contagem, 1524 quilômetros até chegar em Cleveland, que é onde sua mãe está. Ao longo do livro a contagem vai diminuindo em alguns momentos, quanto mais ela se aproxima do destino. A segunda divisão é entre o ''presente'' e as cartas. O ''presente'' é uma narrativa normal, onde sabemos o que está acontecendo com a personagem. Porém Mim também passa a jornada inteira escrevendo cartas para alguém, e por meio dessas cartas descobrimos muitas coisas legais também. 

 Mim é uma personagem bem característica. Daquelas que você se lembra por um bom tempo. Tem a personalidade muito forte e divertida de seu próprio modo. Ela tem um jeito único de ver o mundo e é difícil saber como a mente dela funciona. Apesar de tudo isso ela me irritou em alguns momentos por ter atitudes infantis, mas é muito difícil um personagem não possuir defeitos.


 Ao longo da sua jornada Mary conhece várias pessoas que vão deixando uma marca. Algumas positivas, outras negativas. Até que ela finalmente conhece Beck, o fotógrafo da 17C por quem ela se apaixona e Walt um garoto com Síndrome de Down e que adora coisas brilhantes. É então que a vida deles começa a se entrelaçar e Mim percebe que a viagem lhe trouxe os melhores amigos pelos quais podia esperar.

 ''Sempre achei que, se o amor estivesse no caminho, eu o encontraria ou capturaria – nunca achei que tropeçaria nele.'' (pág.235)

 Eu achei a história muito boa, de verdade, mas a maneira como algumas pessoas comentavam dele dava a entender que seria o melhor livro da minha vida, o que não foi. Foi uma ótima leitura, só. Por isso já deixo registrado aqui: expectativa é uma coisa muito ruim. 

 Nunca tinha lido nada do David Arnold mas a escrita dele ótima, já fui pesquisar quais são suas outras obras e quero muito ler Kids of Appetite que acho que ainda não foi traduzido para o português mas parece ser lindo também.  

 E você, já leu Mosquitolânida? O que achou da leitura? Não conhecia mas se interessou? Deixa um comentário me contando as respostas dessas perguntas, eu vou adorar :) 

Porque você deve assistir Girlboss?

Cena da série Girlboss





















 Girlboss é a mais nova série original da Netflix, que lançou dia 21. Eu estava tão empolgada para assistir que no mesmo dia já fiz uma mini maratona. Ainda não acabei a série por motivos de: Não tenho Netflix. Ó, que vida. Mas já estou providenciando isso. Vou contar a partir dos episódios que assisti :)

Sinopse: Baseado na trajetória de Sophia Amoruso, uma jovem batalhadora que começou a vida vendendo roupas antigas no eBay e hoje, aos 27 anos, tem uma marca multimilionária baseada em Los Angeles.

Leia também: O que fazer ao terminar de assistir Os 13 Porquês

 Mas Betânia, porque eu deveria assistir a série? Simples, é uma comédia que consegue arrancar risadas fáceis, ambientada na década passada, com 13 episódios que duram 30 minutos. É perfeita para aquele domingão em que você já considerou todas as possibilidades e a mais encantadora é ficar em casa, deitada debaixo das cobertas com pipoca. Em um dia dá para tranquilamente acabar a série

Apartamento da Sophia Amoruso
















  Girlboss é uma livre interpretação da vida de Sophia Amoruso, muito livre. Ou seja, é inspirada na vida da autora best-seller mas é adaptada para uma série, nem tudo é real. A série se passa em São Francisco - na vida real Sophia começou seu negócio em Los Angeles - e um dos meus episódios favoritos é sobre a cidade. Tudo lá parece ser tão encantador e eu achei ótimo fugir do clichê NY e LA. 

 A personagem principal, Sophia, é muito divertida e eu consigo me enxergar em alguns aspectos da personalidade dela. Porém, apesar de ela ser um ícone de poder feminino, afinal conseguiu montar seu próprio negócio e ficar milionária, não será uma daquelas personagens em que você vai poder se inspirar. Principalmente porque ao longo da série Sophia rouba diversas vezes e constantemente faz coisas não muito legais - entenda isso nos dois sentidos da palavra. E o que acontece? Na maioria das vezes ela sai completamente impune.  
 Uma das minhas partes preferidas da série é o figurino e a constante caça por peças que possam ser revendidas. Sophia tinha uma loja vintage no eBay então pode-se esperar muita coisa nesse estilo no guarda-roupa dela. Olá, calças pantalonas. E onde se vai para encontrar roupa vintage? Exatamente, brechós. Quem também adora comprar em brechós vai concordar comigo quando digo que esse hábito se resume a ir em muitos brechós, vasculhar tudo e sair completamente feliz com apenas uma peça que talvez valha a pena, hahah 

Sophia Amoruso criadora da Nastygal
 Como Girlboss é sobre uma garota que começou um negócio em seu apartamento, a série não conta com muitos personagens. Os que mais aparecem são os amigos da Sophia e seu pai. Porém, assim como já vi em uma crítica da série, até os personagens que aparecem apenas uma vez conseguem trazer algo de bacana para a série

 Portanto, o que fica do post é que vale a pena sim assistir Girlboss. A série tem falhas, como muitas outras séries. Mas como uma comédia, ela cumpre seu papel, me senti entretida durante todo o tempo que assistia a série.  


 E você, já assistiu ou quer assistir Girlboss? Me conta o que achou da série e do post aqui nos comentários, eu vou adorar saber a tua opinião :) 

4 músicas do Ed Sheeran que me emocionam

Ed Sheeran cantando
  Desde que conheci as músicas do Ed Sheeran, virei fã. Ele tem a habilidade de escrever músicas de um jeito único, com as melhores palavras, com o mais puro sentimento. Sempre me despertam algo; já quis dançar em várias, já quis simplesmente sentir a música em algumas e outras conseguiram me fazer chorar como poucas músicas fazem. 
 O Edinho - como eu carinhosamente apelidei - sabe que ganha as pessoas puramente pelo talento. Ele já disse em uma música 'Não sou o tipo de cantor que você gostaria de ver sem camisa'. E não é necessário. Não é o tipo de cantor que ganha o público por sua imagem e sim por sua voz e sua maneira de ver o mundo.
 
 Perfect é a música sobre um homem que diz ter achado o amor, e explica o porquê. Poderia ser mais uma simples canção clichê de amor mas o Ed tem o talento de fazer a música única entre todas as canções de amor.

'When you said you looked a mess 
I whispered underneath my breath 
But you heard it, darling 
You look perfect tonight'

 The A Team conta a história de uma garota de programa que luta para sobreviver mas que deseja não ter essa vida. Foi a primeira música que ouvi do Edinho e me apaixonei pelo jeito como ele conseguiu criar a personagem. É uma música triste, mas é uma música linda.

'An angel will die 
Covered in white, closed eye 
And hoping for a better life' 

 Supermarket Flowers é uma música sobre a morte de sua avó, contada pela perspectiva da mãe dele. E agora mesmo, enquanto escrevo esse post eu estou chorando. É uma das músicas mais lindas que já ouvi.

'Spread your wing as you go 
When God takes you back he'll' say, ''Hallelujah 
You're home''

 Give me Love é praticamente uma súplica por amor, o que torna a música muito intensa. Sempre que ouço eu me arrepio e tenho a certeza de porque amo o trabalho do Ed Sheeran.

'Give me love like never before
'Cause lately I've been craving more
And it's been a while but I still feel the same
Maybe I should let you go' 

  E você, conhecia todas essas músicas do Edinho? Qual é a música dele que mais te emociona? Tem algum outro cantor que tem esse dom, de te fazer sentir algo com cada música? Deixa um comentário me contando, eu vou adorar saber <3

Wallpapers lindos para desktop





















 Sabe aqueles dias em que você acorda diferente e quer uma mudança? Nesses dias eu penso em cortar o cabelo, pintar o quarto e customizar algumas roupas. Mas como passo muito tempo no computador são nesses dias que eu também decido (além de me inspirar no pinterest, claro) trocar o meu wallpaper.
 Selecionei os mais legais que achei na internet e que são free para disponibilizar aqui, assim quando bater essa vontade de mudar em você também é só voltar aqui e selecionar um <3















 30 wallpapers fofos para o seu computador - Nesse link você encontrará além dos wallpapers acima, 27 selecionados Gabi Barbosa. Lá você também encontra os créditos.















 30 (Free) Beautiful watercolor wallpapers that should be on your desktop - Uma seleção com 30 wallpapers lindos de diferentes estilos, tirados do pinterest mas com seus devidos créditos. 

























  25 wallpapers lindos para incrementar seu computador - Mais uma vez um link da Gabi Barbosa com lindos wallpapers. É só abrir o que você escolher em uma nova janela e voilá, baixar a belezura!

Bloom where you planted | Flores com chifres | Always look on the bright side 

  Deck my Tech: August Desktop Wallpapers - Tem coisa mais fofa que cactus? Eu já quero eles por todo o lado. É com certeza o wallpaper mais fofo de todos. 

 E aí, curtiu quais? O que você gosta de fazer nesses dias em que acorda necessitando de uma mudança? Deixa um comentário com tua opinião, eu vou adorar :)

O que fazer ao terminar de assistir Os 13 Porquês
























 Eu precisava muito falar dessa série que mexeu tanto comigo mas percebi que bastante gente já fez post indicando, falando motivos para assistir e eu acho que não seria necessário mais um desse estilo. Mas o que é necessário sim é falar sobre ela. Você sabia que depois do lançamento subiu em 100% as ligações para a central de casos de suicídio? E mais ou menos 25% das ligações citavam a série. Esse é o impacto dela. Os 13 Porquês é uma série pesada, que muitas vezes é difícil de ser assistida mas que traz uma história que pode se tornar real.  
 P.S: É justamente por ser uma série pesada, que não talvez não seja uma boa ideia assisti-la se você possui depressão, ansiedade ou outros problemas psicológicos. Caso queira muito ver a série, chame alguém para assistir com você. E não maratone. Isso não recomendaria para nenhuma pessoa.
 Você não tem ideia de como eu me sinto melhor sabendo que a Hannah era só um personagem e que aquilo não passava de uma ótima atuação. Porém existem várias outras Hannas por aí, que precisam de alguém, uma pessoa que seja, para saber que elas fazem toda a diferença. Por isso, depois de assistir a série, você e eu temos duas tarefas:

                                                      NÃO SER UM PORQUE


 Além de realmente estar arrependido e pedir perdão para quem nós ferimos, em relação ao que passou não há muita coisa a ser feita. Mas vamos assumir um compromisso? Nós vamos tentar colocar em prática essas atitudes a partir de hoje:

 Não julgar alguém sem saber a história toda - É natural do ser humano, nós sempre vamos analisar algo e tirar uma conclusão a partir do que sabemos. Mas e quando o que sabemos está distorcido ou é apenas a ponta de um iceberg? É difícil assumir que não sabemos de algo e por isso não vamos comentar, o orgulho fala mais alto. Mas é possível sim, aprender a julgar menos.

 Não menosprezar a dor dos outros - Muitas vezes temos a mania de não ouvir os problemas dos outros ou até diminui-los simplesmente porque não achamos que aquilo dói de verdade. Entende o que eu quero dizer? Sabe aquela pessoa que simplesmente não vai ouvir como você está triste por ter brigado com sua amiga porque ela mesmo já passou por problemas maiores na vida? Não seja essa pessoa. Todo mundo tem problemas e os nossos sempre vão parecer maiores, não custa saber ouvir.

 Trocar frases como ''Isso não é nada'' ou ''Daqui um pouco passa'' por ''Vai passar, e enquanto isso não acontece eu estarei aqui com você'' - Ás vezes a gente sabe que daqui a uma semana ou um mês a pessoa não vai mais estar preocupada com aquele problema mas no momento, ela não sabe. E falar que passa não ajuda muito se a pessoa não enxergar a solução. Portanto, é bem mais útil você estar ao lado dela e mostrar como pode ser solucionado o problema do que simplesmente falar que passa.

                                       BUSCAR AJUDA CASO PRECISE 


  Se você está passando por uma situação em que parece não existir saída, eu queria te dizer que com ajuda e apoio você vai conseguir vencer isso. Não precisa fazer as coisas sozinha(o), confie em alguém.

 Tente se abrir com amigos ou família - Mostre o que sente, peça ajuda. Diga que está passando por problemas. Explique tudo. Essas são as pessoas que te amam e vão querer o seu melhor. Ás vezes, por amar tanto, talvez elas não saibam como reagir corretamente, mas tenha certeza que elas se importam.

 Procure ajuda profissional - Afinal, ele aprendeu sobre isso, sobre qual é a melhor forma de te ajudar e ele vai estar disposto a conversar sobre você, entender o que você pensa.

 Me chama - Não, eu não sou profissional e talvez eu nem te conheça mas eu estou disposta a te ouvir e te ajudar. Meu nome no facebook é Betânia Duarte, me adiciona, a gente conversa. Ou envia um email para betaniakduarte@hotmail.com. Mas saiba que eu me importo <3 

 Eu não quero que esse post seja entendido da forma errada, não sou especialista e não sou perfeita. Talvez eu ainda cometa muitos erros e talvez eu seja um motivo mas eu estou disposta a melhorar. Esse post também é pra mim. E eu ficaria muito feliz se me deixassem testemunhos nos comentários. O que acharam da série. O que podemos fazer. Enfim, sintam-se livres.

Design e Programação por Beauté Store